Práticas de Governança Corporativa

Como atuamos

Nosso modelo garante boas práticas de governança corporativa através da transparência, da prestação de contas (accountability), da equidade e da responsabilidade corporativa.

A Companhia adere voluntariamente aos padrões de Governança Corporativa Nível 1 da B3 S.A., bolsa brasileira em que suas ações são negociadas, com altos padrões de divulgação de informações, transparência e governança corporativa.

Assembleia de Acionistas
Conselho de Administração
Conselho de Administração
Guilherme Chagas Gerdau Johannpeter Presidente do Conselho de Administração
André Bier Gerdau Johannpeter Vice-Presidente do Conselho de Administração
Claudio Johannpeter Vice-Presidente do Conselho de Administração
Gustavo Werneck da Cunha Conselheiro
Márcio Hamilton Ferreira Conselheiro Independente
Alberto Fernandes Conselheiro Independente
Conselho Fiscal
Conselho Fiscal
Dóris Beatriz França Wilhelm Efetivo
Herculano Aníbal Alves Efetivo
João Odair Brunozi Efetivo
Vinicius Balbino Bouhid Efetivo
Ricardo Baldin Efetivo
Gilberto Carlos Monticelli Suplente
Marco Antonio Mayer Foletto Suplente
Tarcisio Beuren Suplente
Cristina Fontes Doherty Suplente
Fábio Gallo Garcia Suplente
Diretoria Estatutária
Diretoria Estatutária
Gustavo Werneck da Cunha Diretor Presidente
Rafael Dorneles Japur Diretor Vice-Presidente
Marcos Eduardo Faraco Wahrhaftig Diretor Vice-Presidente
Rubens Fernandes Pereira Diretor Vice-Presidente
Cesar Obino da Rosa Peres Diretor
Aldo Tapia Castillo Diretor
Mauro de Paula Diretor
Wendel Gomes da Silva Diretor
Estrutura de Governança Corporativa

O Conselho de Administração da Metalúrgica Gerdau S.A. é atualmente composto 6 (seis) membros eleitos e destituíveis pela Assembleia Geral, com mandato unificado de 1 (um) ano, sendo facultada a reeleição. Atualmente, 2 (dois) dos 6 (seis) membros são considerados independentes e contribuem para a execução das rotinas do Conselho.
Além da competência de eleição e destituição dos Diretores da Companhia, o Conselho de Administração também tem o papel de fixar as suas atribuições, avaliar os desempenhos, estabelecer as diretrizes básicas, além de fixar a estrutura administrativa da Companhia, obedecendo a atribuição de funções dos Diretores.

Remuneração dos Administradores

A remuneração dos administradores da Companhia está baseada nos seguintes objetivos:

  • Alinhar os interesses dos administradores e demais executivos com o propósito, os princípios, a estratégia e os interesses dos acionistas da Companhia;
  • Estimular a cultura de realização e superação de metas desafiadoras;
  • Alavancar resultados de curto e longo prazo, de maneira consistente e sustentável;
  • Atrair e engajar executivos de desempenho diferenciado com práticas competitivas de remuneração;

 


Todos os elementos da remuneração dos Conselheiros e Diretores, bem como as políticas que os determinam, são submetidos à aprovação do Conselho de Administração com o assessoramento do Comitê de Remuneração e Sucessão.

A remuneração dos Conselheiros Fiscais é inteiramente composta por elemento fixo, correspondente a honorários fixos mensais, para os quais são obedecidas as diretrizes previstas na Lei das S.A.

Mais informações sobre as práticas de governança corporativa da Gerdau e a lei brasileira aplicável encontram-se disponíveis neste website através do Relatório Anual, Formulário 20-F e Formulário de Referência da Companhia.